« Home | Woody » | O Poder da Imagem » | É OFICIAL: Ex-Solteirão está insatisfeito c/templa... » | Trabalho dá Saúde » | Para quem me quer surpreender no Natal » | "Não lhe dês Cavaco" - Um Movimento em Movimento » | Grrrrrrr.... » | Sitting, Waiting, Wishing » | Todos somos iguais mas uns são mais iguais q outro... » | Por motivos técnicos o programa foi interrompido » 

terça-feira, dezembro 20, 2005 

O segredo do riso do Ronaldinho


Ronaldinho foi re-eleito o melhor jogador do Mundo. Não me lembro de nenhum outro que o tenha conseguido com tanta justiça nos últimos anos.

Quando o futebol é cada vez mais um jogo colectivo e de precisão matemática, onde o menor erro pode causar uma derrota, surge um jogador assim. Naturalmente que só poderia ser sul-americano, Ronaldinho tem samba dos pés à cabeça, e aquela ginga não se aprende no culto mundo ocidental - e não existem livros que colmatem essa lacuna…é genético.

Para quem gosta de futebol, melhor, para quem gosta de desporto, ou de dentes proeminentes, é um prazer estupidificante ver este homem jogar. É normal que ele pareça que está sempre a rir, qualquer homem que jogasse futebol assim estaria sempre a rir-se, seria incontrolável.

Existem várias coisas que nós homens invejamos uns nos outros, as principais são: Dinheiro, sucesso com mulheres e jogar bem futebol. Agora só uma destas implica a realização das outras 3, ser futebolista, dos bons. Por isso é que os milionários, estilo Abrahamovic compram clubes de futebol, porque no fundo, lá no seu íntimo, eles sabem que existe um elo da trilogia que nunca estará completo.
Por muito dinheiro que tenham, existirá sempre um guarda-costas ou um barman, que jogando uma futebolada no convés do iate, pensará “Podes ser podre rico, mas vê-la se me consegues tirar esta bola ãhn?!”…e isto meus amigos mexe com o íntimo de um homem. Assim, na impossibilidade de completar-se como ser humano eles compram clubes e jogadores, e às vezes até árbitros…

Mas não é a mesma coisa, não é a mesma coisa…

Por isso é que não vemos os pobres homens ricos sempre de sorriso estampado na cara.

"Não me sinto o melhor ou o pior jogador do mundo. Sinto-me o mais feliz de todos."
Ronaldinho, na entrega do prémio.

vê-se logo que é colega do Dequinho!!!

ohohoh!! tomara o dequinho chegar a ponbta da cguteira dourada do 'dinho! :)

ponta da chuteira! era o que eu queria dizer... este teclado esta enlouquecido!

Enviar um comentário

Links to this post

Criar uma hiperligação