« Home | Mulher, este Post é para ti! » | Grandes Anúncios II » | parabéns aos campeões » | Grandes Anúncios » | Ivo Ferreira » | Onde pára o sítio da covinhas?! » | O que eles dizem » | Jack Johnson Vs Nitin Sawney » | Quer salvar uma vida? » | Onde pára Bóbó? » 

terça-feira, maio 10, 2005 

Uma Árvore é um amigo

Todos os dias milhares de Árvores são derrubadas para a produção das toneladas de papel que a nossa sociedade consome.

Imagino que qualquer árvore anseie por um final digno.

Imagino também, que na indolência dos seus últimos dias, nos seus pensamentos corra a esperança que dos seus restos mortais nascerão obras primas, de literatura, de pintura, que dela ambiciosos projectos e novos pensamentos florescerão; e que, então, nos seus veios se cravem os traços que as tornarão imortais.

Agora imaginem, imaginem o que será chegar a um qualquer Eucalipto ou Carvalho e dizer-lhe que da sua morte, dos despojos de seu corpo, irá nascer uma revista merdosa como a Moliceiro.com ou a Mordomias Magazine.

...triste, muito triste.

Ainda mais triste quando sabemos que as árvores não se podem suicidar.


p.s.- proponho aos editores de revistas merdosas, sem qualquer tipo de conteúdo ou intento que não seja o de exclusivamente extorquir dinheiro aos incautos dos seus anunciantes, que pensem nas pobrezinhas das Árvores antes de avançarem para a criação das suas revistas merdosas.

Concordo plenamente. Detesto revistas merdosas que desperdiçam boa pasta de papel, prejudicando assim a flora nacional.

Podiamos fazer uma campanha neste particular e pedir ao Joel Branco para fazer uma nova versão do "Uma árvore um amigo" para servir de "hino" à nossa acção...

isso ou uns jornais como a gente até conhece alguns!... ai, ai...

merdosa é favor!!! tinham de ver...é um atentado ao jornalismo

Porpões muito bem... mas depois onde é que a gente se ia inspirar para as anedotas?

Porra, "propões"! Devo ter bebido demais.

Eu acho que deviam fazer as revistas em formato electrónico. Poupa árvores, e ainda dá para continuar a fazer anedotas.

Enviar um comentário

Links to this post

Criar uma hiperligação