« Home | Fábula desportiva » | O fim de uma era? » | Aveiro meu Amor » | "Small but though." » | Afinal era...Helmet! » | Clítoris ou clitóris? » | Pergunta do dia » | Para a Mariana » | Marge Simpson muda de cabelo para anunciar Dove » | Falam, falam, falam e fazem. » 

quinta-feira, fevereiro 03, 2005 

Moleskinices I

Para que tanto queria ser, para quem tudo julgava ter para dar: arsélio chumbava.

arsélio, era o não ser, a antítese do querer, a renúncia do poder.

Tudo nele provocava indiferença generalizada. Comum. Nem gordo nem magro esquerda ou direita tão-pouco baixo e muito menos alto. Cinzento.

Não.

arsélio não era nada, nem tudo. E nem mesmo o oposto de tudo isto.
arsélio sobrevivia aspirando a sua essência e alimentando-se de ausências.

Mas nem sempre fora assim…

Tou... confuso...

:s

Há por aí um comprimido Ben-U-Ron...?

lol

desculpa a mudança de tom, assim sem avisar, mas apeteceu-me...e como fui o único aque até hoje reparou no arsélio, achei que ele merecia a atençaõ.

Também quero uma Moleskine...mas cá em Aveiro não se encontra... Que raio de terra!!!

:s

...

continuo confuso

...

:s

mas quem é o arsélio???alguém me diz??

se por acaso eu tiver a obrigação de saber, dêem um desconto...nos últimos dias tenho trabalhado de mais...

Covinhas:
Não te garanto que o Arsélio seja aquilo que penso, mas julgo andar muito próximo da verdade se te disser que o Arsélio é a antítese (brilhante vocábulo do autor...que o devia ter guardado na gaveta à espera desta oportunidade...) do Arsélio que nunca existiu...antes.
Entendamo-nos: Se Arsélio é uma figura de retórica, só teria cabimento no espaço virtual; sabendo nós que o espaço virtual é construido por bloggers de carne e osso, o Arsélio pode perfeitamente existir com os seus traumas e fantasias. Estás-me a seguir?
Bom. Agora vem a parte mais difícil (nem sei se te deva contar...mas...coragem!), eu gostava de ser o Arsélio...mas não sou!
Intés!!

Sem dúvida que o amigo Solteirão consegue ainda surpreender-nos!

Bertus:

Mas não és, decididamente, de cinzento e comum tens pouco ;)

AAS:

Uhm...obrigado?

:s

...

sinto-me um perfeito iletrado
(tinha de haver um dia em que isso, inevitavelmente, me viria a acontecer... mas hoje não estava nada preparado)

:s

Kat: Eu tenho dois meleskine's, foi o josé e a sua sara que me ofereceram no natal e compraram na Porto Editora no Forum. Beijocas

Mas só têm daqueles pequeninos, A5 não é?

Diz a verdade, andas a fumar o quê?

como diz o outro "é d'abraço"
Está Genial mesmo!!! Muito bom!

Vou ter que colocar um "modesto link directo", logo ou amanhã, para este post genial!!!!

Não agradeça Solteirão, que os elogios não se agradecem. Ainda estamos é um tanto pasmos com a profundidade do post.
Caro Solteirão, após o Post Futebolês não estava a comunidade blogger nacional preparada para tamanha torrente de profundidade e qualidade filosófica. Não estava mas gostou, bebeu e apreciou.
Os nossos sinceros parabéns pela sua inspirada resposta aos desinspirados dias que tem sido nossos.

Saudações Cordiais de 4 palermas ainda pasmos!

Nada como uma noguinhas no final do dia para nos subir o ego ;)

Para Didas: Malboro, 2 a 3 vezes por dia após a refeição (10 a 15 em noites de copos);
Substâncias pouco ilícitas, de quando em quando.

Correcção:

Nada como uma Noguinhas e un(s) AAS para alimentar o ego ao final de um longo dia.

soides demasiado corteses ;)

O Arsélio é um triste! Um homem com tendências suicidas e convulsões maníaco-depressivas.

"(...) nem sempre fora assim" mas assim o é agora - culpa de seu pai sodomita!

O Arsélio não viverá para celebrar o seu trigésimo aniversário!

Enviar um comentário

Links to this post

Criar uma hiperligação