segunda-feira, fevereiro 28, 2005 

Receio que...

da forma como o Porto anda a jogar, hoje só iremos ganhar por um ou dois golos de diferença...

 

Blog Aveiro

Novo projecto da turma de fotojornalismo do ISCIA com excelentes fotos d'Aveiro.

e ainda:

Fotos de A a Z, que inclui algumas raridades da Imagoteca Municipal de Aveiro.

quinta-feira, fevereiro 24, 2005 

Good guys go to heaven, bad guys go everywhere!

O que só vem comprovar a minha teoria, de que no fundo, no fundo, o Papa é um sacanita.

 

Coisas que me fazem rir I

Chamar "Fabuloso" ao Luís Fabiano.

quarta-feira, fevereiro 23, 2005 

Kusturica vai realizar documentário sobre Maradona

O que não deverá ser muito diferente dos seus filmes.


El Pibe, seu meia-leca gordito, serás sempre o maior!

terça-feira, fevereiro 22, 2005 

Mistérios do Universo

Apesar de todas as injustiças, de todas as atrocidades; o cérebro humano afirma-se como um caso único de sucesso no reino animal.

Ainda há pouco tempo pouco havia que nos distinguisse dos restantes animais; Hoje, voamos mais alto e mais rápido que qualquer pássaro, mergulhamos às profundezas do mar, plagiamos a ficção e visitamos planetas longínquos, criamos melodias e obras de arte de beleza universal...desafiamos constantemente as nossas limitações e a nossa única fronteira somos nós.


Apesar de tudo isto, continuo a não conseguir por a chave neste pingarelho...

sexta-feira, fevereiro 18, 2005 

"Creio no incrível, nas coisas assombrosas"

Aqui está um poema de uma das mulheres que eu mais admiro. A forma como punha a sua descomunal energia em tudo o que fazia, a sua frontalidade, a sua "joie de vivre", alimentaram esta minha admiração.

Foi poeta, dramaturga, romancista, ensaísta, tradutora, jornalista, guionista e editora. Comparo-a, e não nunca os conheci, ao Ary dos Santos. Seres vulcânicos maiores que suas vidas.

"Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na deusa com olhos de diamantes,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes,

Creio num engenho que falta mais fecundo
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é étero num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro
Creio na carne que enfeitiça o além,

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o amor tem asas de ouro. Ámen."

Natália Correia, Sonetos Românticos.

quinta-feira, fevereiro 17, 2005 

Perdi o Siso.

Em 5 minutos, sem tempo para "ai´s" ou "ui´s".

Quando o dentista disse que já estava, sem eu me aperceber, juro que vi uma aureola por cima da sua cabeça, e não pude evitar que uma lágrima me rolasse bochecha (putrefacta) abaixo.

Confesso que agora estou com umas certas dores, mas depois do que eu passei na última-tirada-de-dente-do-siso, rio-me destas dores; Ouviram, rio-me de vocês:

Ahhhhahahaahahah!

...comigo ninguém brinca

terça-feira, fevereiro 15, 2005 

Não consigo tirar este pensamento da cabeça...

Peter Piper picked a peck of pickled peppers
Did Peter Piper pick a peck of pickled peppers?
If Peter Piper picked a peck of pickled peppers
Where’s the peck of pickled peppers Peter Piper picked?

 

Não consigo tirar este pensamento da cabeça...

Peter Piper picked a peck of pickled peppers
Did Peter Piper pick a peck of pickled peppers?
If Peter Piper picked a peck of pickled peppers
Where’s the peck of pickled peppers Peter Piper picked?

segunda-feira, fevereiro 14, 2005 

Mi Casa es mi casa (a estreia)

Dia 12 de Fevereiro (sexta-feira)

Depois de 3 meses de obras, 15 enxaquecas e 35 discussões por causa do c#/%!o do homem que nunca mais me acabava o ca#$lho dos armários:

Ex-Solteirão estreia sua casa!

Rejubilo generalizado pelos cantos e ruelas da cidade, que logo se tornou aldeia! cânticos são entoados por toda a parte, estranhos tornam-se irmãos tal o êxtase que a todos torna sangue e carne do mesmo sangue, jovens, sem quaisquer vestes ou pudor, pululam em inusitada harmonia, mas…

…e que faz ex-solteirão?!

Impassível e mecânico como relógio suíço (da parte alemã), todos os santos dias, recolhe mais um caixote com cd´s, livros, camisas, camisolas, cuecões, e toda uma série de dejectos, objectos digo, e sobe, sobe, sobe aquele terrível lanço de escadas que separa o mundo, o outro, o vosso, do seu.

Mas depois, quando o sol já há muito se foi, olha em redor para pilha de caixotes que (qual Gremlins em contacto com água) furiosamente se multiplica, e afirma, enquanto lentamente se esvai…

Daqui a 39 anos e 9 meses serás minha, só minha!

p.s.1- Não podia deixar de agradecer:

Ao grande “Castro”, sempre que quiserem fazer obras eu dou-vos o número, porque é honesto, excelente profissional, de grande confiança e, podem não acreditar, cumpre prazos!! (pode parecer pouco mas digo-vos que ainda não conheci muitos assim);

A minha querida amiga/arquitecta/decoradora que tem quase tanto bom gosto como eu e me deu uma preciosa ajuda (e ensinou-me o que é um sumié (não me ensinou foi a escrevê-lo) uma vigota, e afins) sempre que o diabrete do filho, o marido, e a sua loja o permitiram;

Ao proprietário/amigo da família da agência imobiliária que me mostrou aquela espelunca e me disse que aquilo um dia podia tornar-se uma casa – se eu bebesse 5 vodkas de penalty e semi-cerrasse os olhos;

Aos meus pais, por ter toda a propriedade para dizer que são mesmo os melhores do mundo (…e além disso são os fiadores por isso há que tratá-los bem);

E claro, A ti minha querida, que além de tudo (que é tanto), deves ser o único ser do mundo que consegue, depois de acabar de subir 4 andares com 2 caixotes em cada braço, permanecer (absolutamente intacta!) linda, linda, de morrer ;).

p.s.2- Não podia deixar de não agradecer:

Ao gajo dos armários.

p.s.3- Em breve as fotos do Open-Space Paradise (ou então poderão optar por comprar a “Evasões” da próxima semana)

sexta-feira, fevereiro 11, 2005 

Para os Indecisos.

Saiu no Diário de Aveiro de hoje uma crónica que é uma autêntica pérola.

Eu juro que tentei resistir, mas ao ler, e voltar a reler, esta brilhante análise, mais uma, desse grande pensador que é Sérgio Loureiro, era impensável não postar.

Habitualmente este colaborador brinda-nos com textos humorísticos sobre o “nosso” Beira-Mar. Não sei se pela total ausência de percepção da realidade ou se pelo facciosismo extremo, os seus textos conseguem ser sempre hilariantes (qual gato fedorento em dia sim).

Mas hoje a sua crónica não é sobre futebol, mas sim Política. Fala do “seu” Santana Lopes, e intitula-se “A importância de votar em Pedro Santana Lopes”.

E não é que qualquer que seja o tema ele consegue ser hilariante?

Deliciem-se com estes excertos:

Começa assim; “Sem nada que o fizesse prever, a actual legislatura liderada pelo PPD/PSD viu o seu trabalho interrompido com a marcação extemporânea de eleições” (uhmm, riso contido).

“(…)a esmagadora maioria discorda, em absoluto, da decisão do Presidente da República.” Concluo que 99% dos meus amigos, conhecidos, familiares, e eu próprio fazemos parte de uma minoria, “Porque não é justo que uma coligação governamental, estável na Assembleia da República, seja forçada a parar um trabalho que, para o bem e Portugal e dos Portugueses, estava a ser feito de uma forma notável” juro que não fui eu que acrescentei o notável!

Mas ainda há mais, “Como a maioria do povo português reconhece (…)” ainda bem que finalmente arranjamos um interlocutor “(…)com Pedro Santana Lopes, como primeiro-ministro já estávamos a ver um forte luz de esperança na modernização de Portugal e na melhoria de vida do povo português. É inquestionável e de grande valor.” IN-QUES-TIO-NÁ-VEL!

Bom, e se para alguns de vós ainda restassem dúvidas sobre o carácter do Pedro, saibam que este “(…)é um homem que ri quando é preciso rir(…)” brilhante. E soluça quando é preciso soluçar?

Sérgio, não sei se me irás ler, mas já agora, aproveito para, humildemente, propor este tema para a próxima crónica.

quinta-feira, fevereiro 10, 2005 

"Singin in the rain"

Mais um grande anúncio do "Carro do Povo".

Um Upgrade do "Singing in the rain".


fonte: thehiddenpersuader.blogspot.com

sexta-feira, fevereiro 04, 2005 

Ex-Solteirão no Dentista

Acabei de passar a minha hora de almoço no dentista.

Quando abri a boca, para mostrar-lhe o f§5{_ da p)&# do dente do siso que anda há dias a massacrar-me - não propriamente o dente, mas aquilo que o envolve; gengiva, maxilar, bochecha e cabeça - ele levantou o sobrolho, fez uma expressão estranha, debruçou-se lentamente sobre mim e exclamou:

- Eláaa!

Eláaa?!??!!?!?? Eláaa??!?!!?!!!!?

A última coisa que queremos ouvir de um médico ou de um dentista é um “Eláaa”.
Um “Eláaa” é o equivalente a um “Ó diacho!” a um “Ó Homem, como é que você foi fazer isto?!”. Um gajo que passa a vida a ver dentes podres, gengivas infectadas e afins, convenhamos que deverá ser difícil surpreende-lo, e quando é surpreendido nunca será certamente na positiva: “Eláaa! Isto é que você tem uns dentes maravilhosos ãhn!” não me parece muito plausível.

Claro que tirei logo o “saca cuspe” e indaguei sobre tamanha admiração.

Explicou-me, por outras palavras, que o “Eláaa!” não era bem um “Eláaa!” mas mais um “Uhmm…”

Basicamente tenho o F§5{_ da P)&# do dente do siso a crescer na direcção da bochecha, já algum tempo, o que está a provocar, na dita bochecha, um raspar constante e incisivo na carne, já de si putrefacta.

- Eláaa!Exclamei eu.

p.s.- o putrefacta é capaz de ser um bocadinho exagero, mas que aquilo está com um aspecto meio puzento está.

quinta-feira, fevereiro 03, 2005 

Moleskinices I

Para que tanto queria ser, para quem tudo julgava ter para dar: arsélio chumbava.

arsélio, era o não ser, a antítese do querer, a renúncia do poder.

Tudo nele provocava indiferença generalizada. Comum. Nem gordo nem magro esquerda ou direita tão-pouco baixo e muito menos alto. Cinzento.

Não.

arsélio não era nada, nem tudo. E nem mesmo o oposto de tudo isto.
arsélio sobrevivia aspirando a sua essência e alimentando-se de ausências.

Mas nem sempre fora assim…

terça-feira, fevereiro 01, 2005 

Fábula desportiva

Quando eu era mais pequeno, o meu irmão era mais pequeno ainda. Por isso, quando fazíamos corridas, jogávamos futebol de cave, ou match-day no 48k, eu dava-lhe sempre um avanço.
Tal facto devia-se a minha superioridade física e técnica.
Hoje ainda ganho, mas também perco, e já não lhe dou qualquer tipo de avanço (agora até tenho de utilizar jogo psicológico).

O FC Porto é superior aos seus adversários ao nível da organização e espírito competitivo.
Estas características devem ser comuns, desde o Presidente, ao roupeiro, e este facto tem-se reflectido na atitude e mentalidade permanentemente vencedora das suas equipas. Só assim se percebe a esmagadora superioridade que o Porto tem tido nos últimos 20 anos a nível nacional, e os espantosos títulos conquistados a nível internacional: 2 títulos de campeão europeu, 2 títulos de campeão Mundial e vencedor da taça UEFA.

Este ano, tal como eu fazia, tal como a lebre em corrida com a tartaruga, demos um grande avanço. Ou melhor, tentámos. Deitámo-nos, de barriga cheia, à sombra da árvore, mas quando acordámos a tartaruga estava, toda suada, exactamente no mesmo sítio e debatendo-se com a ligeira brisa que soprava da direcção contrária.

Levantámo-nos e esticamos às pernas (e a tartaruga lá continuava), Espreguiçamo-nos lonnngammente (e não é que a gaja ainda lá estava!?) e pronto, agora vamos andando.

Moral da história

Depois de 2 épocas fabulosas todas as equipas têm quedas, são os chamados ciclos (isto em economia tem um nome qualquer). É bom ver que o nosso ciclo estupidamente negativo é estar com os mesmos pontos que aqueles-que-são-mais-que-as-mães-mas-que-isso-ainda-não-dá-títulos e menos um que os outros, aqueles rapazolas simpáticos – acho que a pior crítica que se pode fazer a um suposto rival é achá-los simpáticos…mas eu acho mesmo.